tribuna socialista

quarta-feira, setembro 20, 2006

MANUEL ALEGRE: o que fazer com um milhão de votos ? ...

Manuel Alegre parece, em cada nova afirmação/intervenção pessoal que faz, que não sabe como é que se deve posicionar: como deputado do PS ou como deputado independente ou como dirigente do MIC ou como ex-candidato presidencial ...

Mas em qualquer uma das referidas posições, Manuel Alegre tem um enorme problema por resolver: o que fazer com um milhão de votos ou com os milhares de militantes do PS que o queriam como secretário-geral ...

Intervindo no "Clube dos Pensadores", Manuel Alegre fez uma afirmação (citamos a edição de hoje do Público) que revela muito quanto às suas permanentes hesitações imobilistas: "O PS está no poder, tem um secretário geral que é o primeiro-ministro e é natural que seja dificil que haja outro candidato a secretário-geral. Compreendo que não haja, mas também é possível que haja, não sei. Eu não serei com certeza" ...

É natural que não haja outro candidato a secretário-geral para além de Sócrates? Compreende que não haja outro candidato remantando, logo de seguida, que ele não vai ser esse candidato?!? ...

O que é que já fez Manuel Alegre para organizar os seus apoiantes? Quer os militantes do PS quer os que votaram na sua candidatura presidencial? Quantas vezes Manuel Alegre foi claro e objectivo quanto ao que pretende fazer, social, politica e culturalmente com todos os seus apoiantes?

Manuel Alegre lá vai pronunciando declarações sobre a "asfixia dos directórios partidários" ou sobre os "bloqueios da democracia representativa" ... mas, de e em concreto, o que é que Alegre tem feito ou aponta para fazer no futuro?

Como que Alegre fala, fala e fala sem intervir ou então resolve intervir sem se expor, como faz no MIC ... perante isto o que têm a esperar um milhão de mulheres e homens que um dia acreditaram em Manuel Alegre?

1 comentário:

Joaquim Jorge disse...

O Manuel Alegre falou no PS no fim do debate à margem da discussão sobre Cidadania e Formas de Participação Cívica.No debate que teve uma enorme audiência e presença maciça da comunicação social falou ele e os convidados sobre a melancolia democrática e a forma de se participar devido ao fechamento dos partidos.Se desejar a gravação do debate tenho muito gosto os jornais adoram empolgar e um pouco de frisson.